Filmes que me marcaram (parte 1)

Oi gente tudo bem com vocês?

Hoje eu vim indicar pra vocês 5 filmes que me marcaram. Assim como eu já fiz uma lista com os 10 livros que me marcaram, eu quero indicar também os filmes que fizeram alguma diferença na minha vida. Como eu achei que o post iria ficar muito grande se eu indicasse 10 de uma vez, eu resolvi dividir a lista em duas partes, essa sendo a primeira com filmes de animação ou mais leves. O que acharam dessa ideia?

Enfim, vamos às indicações!

Túmulo dos Vaga-Lumes (1988)

Os irmãos Setsuko e Seita vivem no Japão em meio à Segunda Guerra Mundial. Após a morte da mãe num bombardeio americano e a convocação do pai para a Guerra, eles vão morar com alguns parentes. Por conta do cenário hostil, os dois saem da cidade e acabam num abrigo isolado na floresta, onde lutam contra a fome e as doenças e se divertem com as luzes dos vaga-lumes.
Esse filme é uma obra de arte. Se você ainda não viu, corra para ver. Mas não vá achando que é uma animação levinha e descontraída, o filme vai te fazer pensar (e até chorar). É uma história muito emocionante. A primeira vez que eu assisti Túmulo dos Vaga-Lumes foi em uma aula de História do Cinema e imagine todo mundo no final da aula fungando e secando os olhos.
Pelo que eu pesquisei, o filme não está em nenhuma plataforma de streaming, mas como é mais antigo, pode ser que tenha no Youtube, vale a pena procurar! Ah e não esqueça os lencinhos!

A invenção de Hugo Cabret (2012)

Paris, anos 30. Hugo Cabret (Asa Butterfield) é um órfão que vive escondido nas paredes da estação de trem. Ele guarda consigo um autômato quebrado, deixado por seu pai (Jude Law). Um dia, ao fugir do inspetor (Sacha Baron Cohen), ele conhece Isabelle (Chloë Moretz), uma jovem com quem faz amizade. Logo Hugo descobre que ela tem uma chave parecida com a que serve para ligar o robô. O autômato volta então a funcionar, levando a dupla a tentar resolver um mistério mágico.
Quem não viu esse filme ainda e ama cinema (assim como eu) deve assistir agora! Ele, apesar de ser bem mais leve que o anterior que indiquei, também traz muita sensibilidade. Ele é baseado no livro de mesmo nome, que conta um pouco da história do cinema de uma forma lúdica, mas claro com algumas licenças poéticas. Mas mesmo assim não deixa de ser educativo e inspirador. Ele concorreu a diversos Oscar e acabou levando 5, entre eles Melhor Direção de Arte, porque o filme é lindíssimo. Você pode alugar ou comprar o filme no Youtube.

Guardiões da Galáxia (2014)

O aventureiro do espaço Peter Quill (Chris Pratt) vira presa de caçadores de recompensas depois que rouba a esfera de um vilão maligno, Ronan. Para escapar do perigo, ele faz uma aliança com um grupo de quatro extraterrestres. Quando Quill descobre que a esfera roubada possui um poder capaz de mudar os rumos do universo, ele e seu grupo deverão proteger o objeto para salvar o futuro da galáxia.
Esse é um dos meus filmes favoritos da vida! Se você me acompanha no Twitter, você sabe que eu sou muito fã dos Vingadores da Marvel. E tudo isso começou sim, com Guardiões da Galáxia. Eu até tinha assistido ao Homem de Ferro e Capitão América, mas admito que até então eu tinha um certo preconceito com filmes de super-heróis, mas tudo isso mudou quando conheci Peter Quill, Gamora (Zoë Saldana), Drax (Dave Bautista), Rocket (Bradley Cooper) e Groot (Vin Diesel – sim, ele fala Eu sou Groot) e eu simplesmente amei!
O filme se passa no mesmo universo dos Vingadores, mas é o primeiro que leva um tom mais engraçado e nada sério, às vezes até com piadinhas toscas, mas que eu amo. Se isso não for o suficiente pra você dar uma chance para esse filme, então assista pela trilha sonora, que é feita com músicas dos anos 70/80 que combinam muito o filme. Sério, vai por mim!
Os filmes da Marvel estão disponíveis no Disney+.

Viva: a vida é uma festa (2018)

Em Viva – A Vida é uma Festa, Miguel é um menino de 12 anos que quer muito ser um músico famoso, mas ele precisa lidar com sua família que desaprova seu sonho. Determinado a virar o jogo, ele acaba desencadeando uma série de eventos ligados a um mistério de 100 anos. A aventura, com inspiração no feriado mexicano do Dia dos Mortos, acaba gerando uma extraordinária reunião familiar
Essa é outra animação comovente, mas diferente de Túmulo dos Vagalumes, ela é bem divertida e as crianças também vão amar. É ótima pra ver em família, porque discute muitas questões familiares como porque as tradições são como são e se vale a pena tentar mudar. Ao longo do filme, vamos entender melhor porque a música se tornou proibida na família, além de ver várias referências como a Frida Kahlo e algumas tradições culturais do Dia dos Mortos no México. Em 2018, ele ganhou o Oscar de Melhor Animação, sendo sucesso também nas bilheterias. Ele também está no Disney+.

Capitã Marvel (2019)

Em Capitã Marvel, Carol Danvers (Brie Larson) é uma ex-agente da Força Aérea norte-americana, que, sem se lembrar de sua vida na Terra, é recrutada pelos Kree para fazer parte de seu exército de elite. Inimiga declarada dos Skrull, ela acaba voltando ao seu planeta de origem para impedir uma invasão dos metamorfos, e assim vai acabar descobrindo a verdade sobre si mesma, com a ajuda do agente Nick Fury (Samuel L. Jackson) e da gata Goose.
Como eu falei, eu me apaixonei pelos filmes da Marvel um pouco mais tarde que muitos fãs. Então para mim, os filmes mais recentes como Capitã Marvel, Pantera Negra e os filmes do Homem-Aranha me  chamam mais a atenção. Escolhi destacar a Capitã Marvel por ser o primeiro filme solo de uma mulher no universo dos Vingadores. Por isso gosto tanto desse filme!
Apesar de amar a Gamora e a Viúva Negra (Scarlett Johansson), a Capitã mostra que nem toda heroína precisa ser a sexy ou ter um par romântico e que ela pode sim ser uma das mais poderosas! Apesar de o UCM (Universo Cinematográfico Marvel) estar aos poucos caminhando para ter mais representatividade em seus filmes, acredito que Capitã Marvel seja um bom pontapé para todas as heroínas que estão por vir! O filme também está no Disney+.

E aí gostou das minhas indicações de hoje? Admito que fiquei bem empolgada fazendo esse texto! Então me conta nos comentários quais são seus filmes favoritos. Será que eles vão aparecer na parte 2?

3 comentários em “Filmes que me marcaram (parte 1)

  1. Muito Boa a lista Ana.
    Adorei os filmes, só não assisti ainda o Túmulo dos Vagalumes, mas assim que der eu vou assistir.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Filmes que me marcaram (parte 2) – Espelho Literário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: